Dê uma olhada no Blog 'Novidades'!


CRIATIVIDADE ZERO! (Capítulo 5)

Aves que não voam! *Bip bip bop*!

DURANTE o decorrer deste ano, vocês me enviaram várias partes da história “Criatividade Zero” criadas por vocês. Neste mês, trouxe os episódios de volta ao blog e finalmente vos trago o grande final.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é vc3addeo.png

Criatividade Zero (Capítulo final)

Jack então colocou em ação o seu plano maligno. Já tinha dito antes que faria o agora o pior momento para se estar vivo na ilha. Agarrei meu puffle enquanto Gary e Rockhopper correram para ver como estava o pinguim roxo.

– Não saia daqui, Puffão! – exclamei agarrado ao meu bichinho de estimação.

A ilha rapidamente ficou escura e a chuva apareceu. Na verdade, se intensificou. Ficamos um pouco apavorados com o que aconteceu, pude ver os pinguins da ilha correndo de um lado para o outro, pedindo ajuda.

A galera lotou a Pizzaria, comprando muitos pedaços de pizza para estocar nos iglus. Diversas notícias falsas se espalharam pela ilha, fazendo com que o pessoal entrasse em um pânico muito pior.

– O que está acontecendo lá no Posto de Observação? – ouvi Anna perguntar ao seu amigo. Ela percebeu que havia uma movimentação muito grande e esquisita no Farol.

– Tem gente esperando navios. Querem fugir daqui! – disse o amigo.

Pensamos que era o fim. Que tudo poderia acabar ali. O nível da água subia cada vez mais, e chegou um momento que estava quase impossível voltar para a superfície.

Os salva-vidas jogaram boias e alguns espertinhos apareceram com o Aquagrabber, mas não coube todo mundo.

Os navios não chegaram até a Ilha. Ficaram impossibilitados de seguir viagem com um mar tão agitado e imprevisível.

A ilha começou a afundar. De repente não víamos mais o sol nem a lua. Muito menos o céu. Víamos apenas água, e quando nos demos conta, percebemos que estávamos vivos.

Continuamos vivendo ali por muito tempo. Até que não sentimos mais vontade de procurar a superfície. Fundamos a ilha de Pinglântida, que compartilhou durante certo tempo, muitas características com a ilha atual. Hoje temos total acesso à ilha de vocês e conseguimos visitá-la sempre que quisermos. Estamos infiltrados, mas estamos lá.

– Seyne, robô oficial da equipe Club Penguin Brasil.


Por Seyne em 16 de Novembro de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *





®2017-2021 Club Penguin Brasil. Não possuímos direitos reservados por nenhum dos arquivos.